Confirmação Científica

Pesquisas na área da Neuroacústica e Neurofeedback

As ondas cerebrais e os neurotransmissores

Pesquisas realizadas nas áreas da neuroquímica e bioquímica têm demonstrado que certas freqüências cerebrais ativam a produção de vários neurotransmissores, ou seja, diferentes freqüências estimulam certos neurotransmissores. Por exemplo, a freqüência de 10HZ (ondas alfa) eleva a produção da taxa de seretonina, um mensageiro químico que aumenta o relaxamento, diminui a dor e promove o bem-estar, ou ainda, as catecolaminas que são vitais para a memória e aprendizagem respondem a freqüência de 4HZ (ondas teta). O aumento da produção desses neuroquímicos pode aumentar a memória, o aprendizado e as respostas de relaxamento. Outro neurotransmissor que aumenta ao baixarmos a freqüência cerebral para alfa e teta é a endorfina, pesquisas mostram que a mesma está relacionada com o alívio da dor, o estímulo mental para  continuar uma tarefa, concentração, memória e a sensação de bem estar físico- mental.

O treinamento das ondas Beta para a Alta Performance Mental

A indução de ondas Beta  aumenta a atividade elétrica do cérebro, e em resposta o fluxo sanguíneo se eleva, acelerando e promovendo novas ligações dendríticas. Numerosos estudos têm mostrado que o treinamento das ondas Beta pode aumentar habilidades cognitivas como a concentração, memória e velocidade de raciocínio. Pesquisadores da Universidade de Houston usaram a indução de ondas Beta  na faixa de 14 a 18HZ para tratar Déficit de Atenção(TDA) e outras desordens de aprendizagem. Após um curto período de tratamento, eles observaram um aumento de 5 a 7 pontos no QI. Foi utilizado um protocolo similar para tratar pessoas com dislexia e falta de concentração, com ganhos de QI na faixa de 8 a 10 pontos.O treinamento das ondas Beta ajuda no tratamento do Transtorno do Déficit de Atenção(TDA).

 
       


Novo nos Programas?

Experimente uma amostra grátis!

 

 

As ondas Teta e a Creatividade para resolução de problemas

Neurocientistas descobriram que quando nós experenciamos idéias creativas, acontece no mesmo momento a sincronização dos dois hemisférios cerebrais.Os grandes pensadores e artistas geniais usam ambos hemisférios cerebrais ao mesmo tempo, o esquerdo mais lógico e analítico e o direito mais sintético e imaginativo.Também descobriram que as ondas Teta está  relacionadas com a solução creativa de problemas.

 
     
   

Em um estudo sobre aprendizagem na Universidade do Texas, pesquisadores monitoraram o EEG (Eletroencefalogramo) dos estudantes num processo de resolução de problemas. A gravação do EEG durante o momento onde a solução surgia para o aluno, marcava uma mudança abrupta nos padrões de ondas cerebrais na faixa Teta (3,5 a 7HZ).Como as ondas Teta são mais lentas e têm maior amplitude, esse padrão de energia de onda permite que o cérebro funcione em um alto nível de eficiência. Ele amplifica o potencial bioelétrico das "trilhas de memória", isto é, as correntes das descargas neuronais que se associam para formar memórias completas.

 

A regeneração cerebral é possível

Em 1998 descobriu-se um fenômeno, que ficou conhecido como neurogênese, o qual logo atraiu o interesse da comunidade científica que passou a acompanhar de perto todos os detalhes das descobertas.

Espécies de células-tronco localizadas ao redor dos ventrículos (as cavidades internas do cérebro por onde deságua o líquido encefalorraquidiano que vem da medula espinhal) são capazes de dar origem aos neurônios e todas as células do Sistema Nervoso Central (SNC). Chamadas de precursoras, essas 'células-mãe' se multiplicam toda vez que há perda de neurônio. As células nervosas 'recém-nascidas', então, migram para suprir a região onde houve o dano e restabelecer o circuito nervoso por ali. Muitos desses 'bebês', porém, não conseguem chegar até o seu destino e morrem pelo caminho - é a apoptose, um acidente de percurso cujo risco de ocorrer aumenta 90% à medida que o indivíduo envelhece.

Evite o estresse crônico
Hoje, já se sabe que as tensões diárias, a angústia e a preocupação antecipada - sensações comuns no dia-a-dia do homem moderno - são capazes de afetar também o cérebro do ser humano. Esse estresse crônico bloqueia a neurogênese no início, impedindo que as células precursoras se multipliquem.

 

Treinamento das ondas Alfa/Teta para tratar vícios de álcool e drogas

Tem sido demonstrado que pessoas com personalidade propensas ao vício, têm pouca atividade de ondas Alfa e Teta. Pesquisas  mostraram um decréscimo de 55% no consumo de álcool depois de sessões de treinamento Alfa e Teta.

 

Neurotransmissores e suas funções

Neurotransmissores são substâncias químicas neuroativas liberadas no lado pré-sináptico da junção entre dois neurônios, a sinapse.

 

Principais neurotransmissores

Dopamina: Controla níveis de estimulação e controle motor em muitas partes do cérebro. 

Serotonina: Esse é um neurotransmissor que é incrementado por muitos antidepressivos tais com o Prozac, e assim tornou-se conhecido como o 'neurotransmissor do 'bem-estar'. Ela tem um profundo efeito no humor, na ansiedade e na agressão.

Acetilcolina : A acetilcolina controla a atividade de áreas cerebrais relaciondas à atenção, aprendizagem e memória. Pessoas que sofrem da doença de Alzheimer apresentam tipicamente baixos níveis de acetilcolina no córtex cerebral, e as drogas que aumentam sua ação podem melhorar a memória em tais pacientes.

Noradrenalina: Principalmente uma substância química que induz a excitação física e mental e bom humor. A produção é centrada na área do cérebro chamada de locus coreuleus, que é um dos muitos candidatos ao chamado centro de "prazer" do cérebro. A medicina comprovou que a norepinefrina é uma mediadora dos batimentos cardíacos, pressão sanguínea, a taxa de conversão de glicogênio (glucose) para energia, assim como outros benefícios físicos.

Encefalinas e Endorfinas: Essas substâncias são opiáceos que, como as drogas heroína e morfina, modulam a dor, reduzem o estresse, etc.

 

Neurônio e Sinapses 

Dendritos: são prolongamentos geralmente muito ramificados e que atuam como receptores de estímulos, funcionando portanto, como "antenas" para o neurônio.

Axônios: são prolongamentos longos que atuam como condutores dos impulsos nervosos. 

Sinapse:  É um tipo de junção especializada em que um terminal axonal faz contato com outro neurônio ou tipo celular. As sinapses podem ser elétricas ou químicas (maioria). 

 

 
   

     

   

Hemisférios Cerebrais e Corpo Caloso

Cada hemisfério do cérebro é dominante para alguns comportamentos. Por exemplo: aparentemente o hemisfério direito é dominante para habilidades espaciais, reconhecimento de faces, visualização mental e música. O lado esquerdo é mais especializado em habilidades de linguagem, matemática e lógica. O ideal é que os dois lados trabalhem em harmonia trocando informações através do corpo caloso.  

   

     
     

Privacidade e Segurança | Contato

 

Copyright © 2004 BY Pi. Todos os direitos reservados.